UNDP Guinea Bissau

Iniciativa Terra Talk do PNUD Guiné-Bissau

Lançado pelo PNUD Guiné Bissau, a iniciativa Terra Talk é uma plataforma para discussões sobre os principais problemas enfrentados na Guiné-Bissau. O PNUD pretende com este espaço de reflexão, estabelecer uma cultura de diálogo e, assim, permitir à Guiné-Bissau ter uma visão e discutir em conjunto como deve ser o presente e o futuro.

Para melhor atender a esse objetivo ambicioso, abordaremos um grande número de assuntos para debate: governação, ambiente, comércio, entre outros. Além disso, o PNUD convidará todas as partes interessadas relevantes, desde o Governo até a Sociedade Civil e outras organizações sub-regionais, regionais e internacionais para abraçarem esta iniciativa.

Em Fevereiro de 2020, decorreu a primeira Terra Talk, cujo tema analisado foi o Acordo para a criação de uma Área de Livre Comércio Continental Africana e suas implicações para a Guiné-Bissau.

Assim, os palestrantes - o Ministro do Comércio e Indústria, o Presidente da Associação de Mulheres e Actividades Económicas (AMAE), o Director da Fundação Guiné para o Desenvolvimento do Empreendedorismo Industrial (FUNDEI) e o Presidente da Liga Guineense de Direitos Humanos (LGDH) _ perante um publico bastante diversificado, debateram as seguintes temáticas:

       Como a Área de Livre Comércio Continental Africana poderia ser um impulsionador do desenvolvimento económico sustentável?

       Como o país pode obter diversificação produtiva neste contexto de abertura económica?

       Qual poderia ser o efeito desse acordo continental sobre a ordem democrática e o estado de direito no país?

       Quais são os obstáculos a serem superados para permitir que a Guiné-Bissau se beneficie dessa iniciativa?

De notar que a data do próximo Terra Talk será divulgada em breve. Você estaria pronto para contribuir com o debate e fazer sua voz ser ouvida?

PNUD PNUD no mundo

A

Afghanistan Afrique du sud Albanie Algérie Angola Arabie saoudite Argentine Arménie Azerbaïdjan

B

Bahreïn Bangladesh Barbade Bélarus Bélize Bénin Bhoutan Bolivie Bosnie-Herzégovine Botswana Brésil Bureau du Pacifique Burkina Faso Burundi

C

Cambodge Cameroun Cap-Vert Centrafrique (République centrafricaine) Chili Chine Chypre Colombie Comores Congo (République démocratique du) Congo (République du) Corée (République populaire démocratique de) Costa Rica Côte d'Ivoire Croatie Cuba

D

Djibouti

E

Egypte El Salvador Emirats arabes unis Equateur Erythrée Ethiopie

G

Gabon Gambie Géorgie Ghana Guatemala Guinée Guinée-Bissau Guinée équatoriale Guyane

H

Haïti Honduras

I

Ile Maurice et Seychelles Inde Indonésie Irak (République d') Iran

J

Jamaïque Jordanie

K

Kazakhstan Kenya Kirghizistan Kosovo (selon RCSNU 1244) Koweït

L

Laos Lesotho Liban Libéria Libye L’Ex-République yougoslave de Macédoine

M

Madagascar Malaisie Malawi Maldives Mali Maroc Mauritanie Mexique Moldova Mongolie Monténégro Mozambique Myanmar

N

Namibie Népal Nicaragua Niger Nigéria

O

Ouganda

P

Pakistan Panama Papouasie-Nouvelle-Guinée Paraguay Pérou Philippines Programme palestinien

R

République dominicaine Russie (Fédération de) Rwanda

S

Samoa São Tomé-et-Principe Sénégal Serbie Sierra Leone Somalie Soudan Soudan du Sud Sri Lanka Suriname Swaziland Syrie

T

Tadjikistan Tanzanie Tchad Thaïlande Timor-Leste Togo Trinité et Tobago Tunisie Turkménistan Turquie

U

Ukraine Uruguay Uzbekistan

V

Venezuela Viet Nam

Y

Yémen

Z

Zambie Zimbabwe