--- Image caption ---

No seu esforço de reduzir o impacto da pandemia do Coronavírus nos grupos mais vulneráveis, o PNUD Guiné-Bissau tem apoiado a Federação das Associações de Defesa e Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Guiné-Bissau (FADPD-GB) através de um projeto que visa a criar um ambiente favorável às pessoas com deficiência durante e após a pandemia e fortalecer a inclusão das mesmas nas intervenções de luta contra a COVID 19 e de desenvolvimento de longo prazo.

Mais especificamente o projeto pretende (i) apoiar às pessoas com deficiência a atender às suas necessidades diária, no acesso à alimentação, produtos de higiene e equipamentos de proteção, por um período de pelo menos dois meses durante o estado de emergência, (ii) adaptar as ferramentas de comunicação com vista a aumentar a consciencialização sobre o impacto do coronavírus COVID 19 nas pessoas mais vulneráveis e garantir que eles adotem as medidas de proteção para evitar a propagação, (iii) criar mecanismos de acessibilidade aos serviços de testagem e tratamento da COVID 19 no SAB e nas  três províncias (Norte, Sul e Leste) do país e (iv) melhorar as informações relativas às Pessoas com Deferência através de mapeamento e colheita de dados.

Neste quadro foi organizada na Quinta-Feira 9 de Julho na Casa dos Direitos, a formação de jornalista sobre as necessidades das pessoas com deficiência durante a pandemia de COVID-19 que teve por objetivo assegurar que as peças jornalísticas produzidas sejam inclusivas e adaptadas às necessidades das pessoas com deficiência a fim que, à semelhança do resto da população, possam ter acesso às informações relativas ao COVID-19.

A formação de jornalistas foi a primeira atividade da iniciativa e contou com a presença de 20 jornalistas de 12 órgãos nacionais e 8 regionais de comunicação social.

A FADPD-GB é uma organização nacional das Associações da sociedade civil que trabalha em prol da defesa dos direitos das pessoas com deficiência constituída por mais de 25 associações nela afiliada em todo o território nacional e com todos os tipos de deficiência (albina, auditiva física/motora, intelectual/mental, e visual).

Esta iniciativa alinha-se com o roteiro das Nações-Unidas em geral e do PNUD em particular de não deixar ninguém para trás através da implementação de iniciativas cada vez mais inclusivas principalmente no contexto atual da pandemia global do COVID-19 que tem aprofundado as desigualdades. 

Icon of SDG 10

PNUD PNUD no mundo

A

Afghanistan Afrique du sud Albanie Algérie Angola Arabie saoudite Argentine Arménie Azerbaïdjan

B

Bahreïn Bangladesh Barbade Bélarus Bélize Bénin Bhoutan Bolivie Bosnie-Herzégovine Botswana Brésil Bureau du Pacifique Burkina Faso Burundi

C

Cambodge Cameroun Cap-Vert Centrafrique (République centrafricaine) Chili Chine Chypre Colombie Comores Congo (République démocratique du) Congo (République du) Corée (République populaire démocratique de) Costa Rica Côte d'Ivoire Croatie Cuba

D

Djibouti

E

Egypte El Salvador Emirats arabes unis Equateur Erythrée Ethiopie

G

Gabon Gambie Géorgie Ghana Guatemala Guinée Guinée-Bissau Guinée équatoriale Guyane

H

Haïti Honduras

I

Ile Maurice et Seychelles Inde Indonésie Irak (République d') Iran

J

Jamaïque Jordanie

K

Kazakhstan Kenya Kirghizistan Kosovo (selon RCSNU 1244) Koweït

L

Laos Lesotho Liban Libéria Libye L’Ex-République yougoslave de Macédoine

M

Madagascar Malaisie Malawi Maldives Mali Maroc Mauritanie Mexique Moldova Mongolie Monténégro Mozambique Myanmar

N

Namibie Népal Nicaragua Niger Nigéria

O

Ouganda

P

Pakistan Panama Papouasie-Nouvelle-Guinée Paraguay Pérou Philippines Programme palestinien

R

République dominicaine Russie (Fédération de) Rwanda

S

Samoa São Tomé-et-Principe Sénégal Serbie Sierra Leone Somalie Soudan Soudan du Sud Sri Lanka Suriname Swaziland Syrie

T

Tadjikistan Tanzanie Tchad Thaïlande Timor-Leste Togo Trinité et Tobago Tunisie Turkménistan Turquie

U

Ukraine Uruguay Uzbekistan

V

Venezuela Viet Nam

Y

Yémen

Z

Zambie Zimbabwe