--- Image caption ---

Na Guiné-Bissau, o PNUD tem trabalhado em parceria com a Associação das Mulheres de Atividade Económica (AMAE) e a Associação Nacional dos Alfaiates para a produção de cerca de 50,000 mascaras em Bissau e em duas regiões, Gabu e Cacheu.

Antes do lançamento da produção, os alfaiates foram capacitados por uma um terceiro parceiro responsável do controlo de qualidade assegurando assim que as máscaras produzidas respeitem as normas da Organização Mundial da Saúde. Ainda no quadro da formação, um vídeo tutorial para a produção máscaras foi produzido como suporte e material de formação.

Uma parte das máscaras foi distribuída aos 5,000 Agentes de Saúde Comunitária e 13,000 voluntários envolvidos na campanha de distribuição de cerca de 1,3 milhões de tendas mosquiteiros impregnados à nível nacional a partir de 8 de junho.

A outra parte das máscaras, cerca de 12,000, irá ser distribuída aos trabalhadores envolvidos na campanha de comercialização da castanha de caju de maio a setembro.

As máscaras irão ser distribuídas juntamente com um folheto que apresenta o uso correto das máscaras de acordo com as recomendações da OMS.

Esta parceria permitiu apoiar cerca de 150, alfaiates, fornecendo lhes oportunidades de negócio neste período de pandemia em que o distanciamento social e o estado de emergência reduziram consideravelmente os rendimentos dos comerciantes e aumentaram a pobreza nos grupos mais vulneráveis.

A produção e distribuição de máscaras é parte da Resposta do PNUD Guiné-Bissau ao COVID-19 que inclui entre outros compra de equipamentos e material medical, apoio para a logística, reforço do pacote digital do sistema de dados ligados ao COVID-19, criação de um website de verificação das informações para lutar contra as “fake news”, criação de uma plataforma comunitária de mapeamento das intervenções locais, monitoramento dos direitos humanos no quadro do estado de emergência, mapeamento da vulnerabilidade dos agregados familiares, mitigação do impacto da disrupção da campanha de Caju. 

Icon of SDG 03

PNUD PNUD no mundo

A

Afghanistan Afrique du sud Albanie Algérie Angola Arabie saoudite Argentine Arménie Azerbaïdjan

B

Bahreïn Bangladesh Barbade Bélarus Bélize Bénin Bhoutan Bolivie Bosnie-Herzégovine Botswana Brésil Bureau du Pacifique Burkina Faso Burundi

C

Cambodge Cameroun Cap-Vert Centrafrique (République centrafricaine) Chili Chine Chypre Colombie Comores Congo (République démocratique du) Congo (République du) Corée (République populaire démocratique de) Costa Rica Côte d'Ivoire Croatie Cuba

D

Djibouti

E

Egypte El Salvador Emirats arabes unis Equateur Erythrée Ethiopie

G

Gabon Gambie Géorgie Ghana Guatemala Guinée Guinée-Bissau Guinée équatoriale Guyane

H

Haïti Honduras

I

Ile Maurice et Seychelles Inde Indonésie Irak (République d') Iran

J

Jamaïque Jordanie

K

Kazakhstan Kenya Kirghizistan Kosovo (selon RCSNU 1244) Koweït

L

Laos Lesotho Liban Libéria Libye L’Ex-République yougoslave de Macédoine

M

Madagascar Malaisie Malawi Maldives Mali Maroc Mauritanie Mexique Moldova Mongolie Monténégro Mozambique Myanmar

N

Namibie Népal Nicaragua Niger Nigéria

O

Ouganda

P

Pakistan Panama Papouasie-Nouvelle-Guinée Paraguay Pérou Philippines Programme palestinien

R

République dominicaine Russie (Fédération de) Rwanda

S

Samoa São Tomé-et-Principe Sénégal Serbie Sierra Leone Somalie Soudan Soudan du Sud Sri Lanka Suriname Swaziland Syrie

T

Tadjikistan Tanzanie Tchad Thaïlande Timor-Leste Togo Trinité et Tobago Tunisie Turkménistan Turquie

U

Ukraine Uruguay Uzbekistan

V

Venezuela Viet Nam

Y

Yémen

Z

Zambie Zimbabwe