Foto: PNUD, 2021

Um acordo de parceria entre o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) na Guiné-Bissau e a Universidade de Cambridge, facilitado pela Cambridge Enterprise, foi assinado a 5 de julho para pilotar uma iniciativa inovadora para melhorar as relações inter-comunitárias afetadas pelos conflitos de terra na Guiné-Bissau.

A iniciativa denominada "Paz por detrás de um Véu de Ignorância" é um projeto-piloto que visa aumentar a coesão social e a confiança entre as partes em conflitos, promovendo a coexistência pacífica entre comunidades locais divididas por disputas de terra. Baseia-se numa metodologia com o mesmo nome que procura sistematicamente permitir às comunidades divididas pela violência tornarem-se bolsas de paz.

Esta iniciativa piloto é financiada pelo Fundo de Consolidação da Paz da ONU através do Projeto sobre Estabilização Política e Reforma através da Construção de Confiança e Diálogo Inclusivo, implementado conjuntamente na Guiné-Bissau pelo PNUD (agência líder), Programa Alimentar Mundial e Fundo das Nações Unidas para a População.

Ao abrigo deste acordo, foi contratado um consultor para trabalhar com as autoridades locais e a sociedade civil, sob a orientação do PNUD, para identificar as razões por detrás dos conflitos nas comunidades onde as disputas de terra são mais recorrentes, e para propor soluções que envolvam a resolução pacífica dos problemas.

O acordo permitirá também às comunidades rurais da Guiné-Bissau que sofrem tensões de terra, beneficiarem da adaptação do conceito VOI num exercício pioneiro para promover o trabalho conjunto a nível comunitário com vista a reforçar relações intercomunitárias mais equitativas. Influenciado pelo progresso de décadas de literatura e prática de construção da paz, o projeto basear-se-á na investigação sobre emoções, justiça social, identidade e conflitos intergrupais, entre outros. Saiba mais sobre o Conceito Véu de Ignorância neste vídeo: https://lnkd.in/eiPw9K6

Esta iniciativa destina-se a complementar outras iniciativas em curso no país e a contribuir consistentemente para uma maior apropriação local, coesão social, e manutenção da paz na Guiné-Bissau.

O PNUD Guiné-Bissau e a Universidade de Cambridge esperam melhorar a vida dos indivíduos e das comunidades através da promoção da coesão social e da redução das tensões.

Icon of SDG 17

PNUD PNUD no mundo

A

Afghanistan Afrique du sud Albanie Algérie Angola Arabie saoudite Argentine Arménie Azerbaïdjan

B

Bahreïn Bangladesh Barbade Bélarus Bélize Bénin Bhoutan Bolivie Bosnie-Herzégovine Botswana Brésil Bureau du Pacifique Burkina Faso Burundi

C

Cambodge Cameroun Cap-Vert Centrafrique (République centrafricaine) Chili Chine Chypre Colombie Comores Congo (République démocratique du) Congo (République du) Corée (République populaire démocratique de) Costa Rica Côte d'Ivoire Croatie Cuba

D

Djibouti

E

Egypte El Salvador Emirats arabes unis Equateur Erythrée Ethiopie

G

Gabon Gambie Géorgie Ghana Guatemala Guinée Guinée-Bissau Guinée équatoriale Guyane

H

Haïti Honduras

I

Ile Maurice et Seychelles Inde Indonésie Irak (République d') Iran

J

Jamaïque Jordanie

K

Kazakhstan Kenya Kirghizistan Kosovo (selon RCSNU 1244) Koweït

L

Laos Lesotho Liban Libéria Libye L’Ex-République yougoslave de Macédoine

M

Madagascar Malaisie Malawi Maldives Mali Maroc Mauritanie Mexique Moldova Mongolie Monténégro Mozambique Myanmar

N

Namibie Népal Nicaragua Niger Nigéria

O

Ouganda

P

Pakistan Panama Papouasie-Nouvelle-Guinée Paraguay Pérou Philippines Programme palestinien

R

République dominicaine Russie (Fédération de) Rwanda

S

Samoa São Tomé-et-Principe Sénégal Serbie Sierra Leone Somalie Soudan Soudan du Sud Sri Lanka Suriname Swaziland Syrie

T

Tadjikistan Tanzanie Tchad Thaïlande Timor-Leste Togo Trinité et Tobago Tunisie Turkménistan Turquie

U

Ukraine Uruguay Uzbekistan

V

Venezuela Viet Nam

Y

Yémen

Z

Zambie Zimbabwe