Foto: PNUD, 2021

A Plataforma de Viveiros da Associação dos Jovens Defensores do Ambiente Boé (AJDA BOÉ) é um projeto comunitário da plataforma Na No Mon, para reflorestar a zona de Boé, proteger e aumentar as zonas húmidas fortemente comprometidos pelo desmatamento, mudanças climática, e outros fatores.

Na Nô Mon é a plataforma de apoio comunitário impulsionada pelo PNUD, que visa apoiar iniciativas inovadoras de base para comunidades saudáveis, pacíficas, e inclusivas. O projeto "Plataforma de Viveiros" tem um grande valor para a população de Boé e para o país. Para além de reflorestar a zona, a Plataforma de Viveiros proporciona um espaço para os membros da comunidade refletirem em conjunto sobre a importância do ecossistema e trabalharem em conjunto na adopção de medidas preventivas e protectoras da biodiversidade do ecossistema. 

Os jovens, incluindo 110 mulheres, fazem parte deste projeto. Receberão formação em técnicas hortícolas, enxertia, e restauração de terras ameaçadas. Está planeada a criação de um viveiro florestal e de frutos silvestres, construído a partir de diferentes plantas e árvores de fruto. Além disso, 3 hectares de campo serão vedados para criar um viveiro de horticultura para as mulheres, aumentando assim o seu direito a recursos económicos e poder de decisão. Será reabilitado um sistema de abastecimento de água para irrigar eficientemente os viveiros.

O projeto irá assim formar jovens homens e mulheres para a construção de um viveiro florestal, hortícola e frutícola, para a conservação e regeneração de espécies raras de plantas e árvores de fruto, contribuindo para o crescimento do rendimento familiar e para o sustento diário. 

Atualmente, as principais atividades de subsistência dos jovens e das mulheres de Boé são a pesca, a caça, a exploração tradicional do mel, a produção de carvão vegetal, e a agricultura itinerante do arroz panpan. Este projeto irá aumentar as oportunidades socioeconómicas, explorando o potencial endógeno da zona.  Considerando que a Guiné-Bissau, como muitos países da costa ocidental, tem sentido os efeitos devastadores das alterações climáticas, é muito fácil compreender o valor deste projecto na ativação de mecanismos de ação para a proteção do ecossistema, um elemento fundamental para a saúde humana.

Slide
Slide
Slide
Slide
Slide
Slide
Slide
Icon of SDG 13

PNUD PNUD no mundo

A

Afghanistan Afrique du sud Albanie Algérie Angola Arabie saoudite Argentine Arménie Azerbaïdjan

B

Bahreïn Bangladesh Barbade Bélarus Bélize Bénin Bhoutan Bolivie Bosnie-Herzégovine Botswana Brésil Bureau du Pacifique Burkina Faso Burundi

C

Cambodge Cameroun Cap-Vert Centrafrique (République centrafricaine) Chili Chine Chypre Colombie Comores Congo (République démocratique du) Congo (République du) Corée (République populaire démocratique de) Costa Rica Côte d'Ivoire Croatie Cuba

D

Djibouti

E

Egypte El Salvador Emirats arabes unis Equateur Erythrée Ethiopie

G

Gabon Gambie Géorgie Ghana Guatemala Guinée Guinée-Bissau Guinée équatoriale Guyane

H

Haïti Honduras

I

Ile Maurice et Seychelles Inde Indonésie Irak (République d') Iran

J

Jamaïque Jordanie

K

Kazakhstan Kenya Kirghizistan Kosovo (selon RCSNU 1244) Koweït

L

Laos Lesotho Liban Libéria Libye L’Ex-République yougoslave de Macédoine

M

Madagascar Malaisie Malawi Maldives Mali Maroc Mauritanie Mexique Moldova Mongolie Monténégro Mozambique Myanmar

N

Namibie Népal Nicaragua Niger Nigéria

O

Ouganda

P

Pakistan Panama Papouasie-Nouvelle-Guinée Paraguay Pérou Philippines Programme palestinien

R

République dominicaine Russie (Fédération de) Rwanda

S

Samoa São Tomé-et-Principe Sénégal Serbie Sierra Leone Somalie Soudan Soudan du Sud Sri Lanka Suriname Swaziland Syrie

T

Tadjikistan Tanzanie Tchad Thaïlande Timor-Leste Togo Trinité et Tobago Tunisie Turkménistan Turquie

U

Ukraine Uruguay Uzbekistan

V

Venezuela Viet Nam

Y

Yémen

Z

Zambie Zimbabwe